domingo, 28 de junho de 2009

Michael


Inumeras foram as pessoas que me abordaram, dizendo: "Lembrei-me de ti", quando souberam da morte de Michael Jackson.

Era e sou um fã, pela arte, pelo talento, por toda uma magia que.. so ouvindo e vendo!

Nao quis acreditar ao inicio. Agora nao deixo de sentir uma certa amargura por tudo. Foi um trajecto que se vinha a detrioar, mas eu sabia que no fundo, esse talento ainda residia lá.

Havia tanto para fazer, há ainda mais para recordar.

4 comentários:

Anabela disse...

Quem tem paixão pelo que faz consegue convencer toda a gente! Sentia-se o prazer que ele tinha ao interpretar e dançar as suas músicas, por isso tantos gostavam de imitá-lo. Ele tinha uma voz única, característica e a forma como dançava... sentia orgulho dele! É bom louvar o que o outro tem de bom! Na música ele era genial!

Anónimo disse...

Não, eu não sabia que eras um fã de Michael Jackson, no entanto sou mais uma das pessoas que quando soube da noticia em directo pela TV, lembrei-me logo de ti e tenho ficado à espreita para ver que espaço lhe darias no teu Blog.
Mano, foi o meu coração que sentio os sentimentos do teu coração e hoje senti-me bem mais próxima de ti. É mais uma prova de que os sentimentos não nos traiem.
Viajamos por este mundo em favor de uma mesma causa... Felicidade!
Beijos, Paula!

baGa disse...

thrileeeeer!

Ana Macedo disse...

Também não queria acreditar quando soube.. e desde então também já parei para pensar que ainda não acreditava mesmo.
Mas ele estava na iminência disso apesar daquela grande força de vontade de voltar a brilhar nos palcos.
Esperemos que fique, tal como Freddie ou Lenon, na memória das pessoas como uma lenda da música, não como alguém que brincava com a imagem que transmitia.

*